14/08/2020 às 10h15min - Atualizada em 14/08/2020 às 10h15min

Ambev lança nova cerveja em Goiás, feita da mandioca produzida por agricultores familiares

Cervejaria espera movimentar economia entre os elos mais frágeis da cadeia produtiva, gerando renda para as famílias

Redação com assessoria
Emater GO

-
Pequenos produtores de mandioca integrantes da agricultura familiar nos municípios de Cavalcante, Flores de Goiás e Posse serão beneficiados com a compra de cerca de 150 toneladas da raiz pela Cervejaria Ambev. A matéria-prima será destinada à produção de uma nova cerveja exclusiva para Goiás.

O protocolo de intenções foi assinado junto ao Governo do Estado, na última terça-feira (04), marcando uma das primeiras ações da Secretaria da Retomada, pasta criada para diminuir os impactos negativos da pandemia na economia goiana. A Emater é responsável pelo mapeamento destas famílias e sua organização, para que atendam às exigências da empresa.

A Ambev foi até a região Nordeste de Goiás para comprar a produção de mandioca diretamente dos produtores, sem intermediários. Não há limite mínimo de compra, vez que o objetivo é mesmo o de favorecer os menores produtores, que têm dificuldade de comercializar seus produtos exatamente em razão da pequena produção. Por isso, são contemplados com a participação no projeto aqueles que produzem, no máximo, até quatro hectares. “A Ambev vai adquirir da região mais humilde de Goiás, com o IDH [Índice de Desenvolvimento Humano] mais baixo. Vamos expandir isso e fazer com que a pessoa tenha renda e recupere sua capacidade de sobrevivência”, afirmou o governador Ronaldo Caiado.



A Emater identificou as plantações e até agora já auxiliou no cadastramento de 33 famílias de agricultores, realizando a interlocução entre os trabalhadores rurais e a multinacional. Como a intenção é beneficiar as classes mais vulneráveis, a Agência mapeou as famílias produtoras residentes em Projetos de Assentamento (PAs), com áreas de cultivo pequenas e ainda em situação de vulnerabilidade.

O titular da Secretaria da Retomada, César Moura, ressalta que a Ambev fará a aquisição da quantidade que o agricultor tiver em sua propriedade. “Se ele tiver lá só dois saquinhos de mandioca, a compra será feita. Eles vão em todos os produtores, vão fazer o ‘cata-cata’, sendo que Cavalcante é a região prioritária.” Inicialmente, a comunidade Kalunga seria a primeira a ser atendida. No entanto, devido a uma dificuldade geográfica de acesso, o povoado será contemplado com a comercialização na próxima remessa prevista para o ano que vem. A Administração Estadual já está perscrutando medidas para solucionar o problema.

De acordo com o coordenador da Emater da Regional Vale do Paranã, Damásio Kennedy Amorim, a Ambev já disponibilizou cinco caminhões que irão transportar a produção das propriedades até São Paulo, onde será extraída a fécula da mandioca, processo necessário à produção de cerveja. Em seguida, a goma será transportada de volta para Goiás para que a bebida seja fabricada e distribuída exclusivamente em território goiano.

“A mandioca é a cara do pequeno produtor. A iniciativa irá trazer um grande progresso socioeconômico para a nossa região, principalmente no âmbito social, uma vez que prioriza integrantes da agricultura familiar e produtores assentados. Vai estimular ainda a produção de mandioca na região. Em Flores de Goiás, por exemplo, os agricultores já estão planejando dobrar a produção para atender essa demanda”, explica Damásio.

Além disso, ressalta, existe a expectativa de atrair indústrias especializadas no processo de extração da fécula da mandioca, operação que ainda não é realizada no Estado, para o Nordeste goiano. Assim, o deslocamento até São Paulo não será necessário, os custos serão menores e a produção poderá aumentar, ampliando também o número de famílias incluídas no projeto.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

11.3%
5.2%
8.5%
3.8%
8.5%
31.9%
6.6%
10.8%
3.8%
2.8%
4.2%
2.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp