12/08/2020 às 10h56min - Atualizada em 12/08/2020 às 10h56min

Colheita de milho em Mato Grosso totalizou 90,45%, porém as vendas seguem em ritmo tímido

Os produtores estão segurando as vendas, a fim de aguardar a melhora nos preços para poderem voltar a fazer novos negócios

Redação com assessoria
IMEA MT
-
O Imea divulgou nesta semana as estimativas da comercialização de milho para Mato Grosso. Conforme o relatório, a safra 2019/20 totalizou 90,45% da produção vendida, avanço de 3,37 p.p. em relação à junho.

Esse ritmo tímido das negociações foi influenciado pelos produtores que estão segurando as vendas, a fim de aguardar a melhora nos preços para poderem voltar a fazer novos negócios. Já para a safra 2020/21, o Instituto estima que 45,88% estejam comercializados, avanço de 4,99 p.p. se comparado ao mês passado.

Ao analisar as regiões, o norte e médio-norte se destacam na comercialização da safra futura, apresentando 56,40% e 48,90% da produção negociada, respectivamente. Por fim, observando os preços praticados no mercado do cereal da safra 2020/21, foi possível perceber um aumento de 29,30% no preço se comparado ao mesmo período da safra passada. 

• O mercado interno segue sustentando os preços do milho em MT. Para o indicador Imea, o preço médio da saca na semana fechou cotado a R$ 37,39/sc, aumento de 5,98% em relação à média da semana passada.

• Descolando do mercado interno, as cotações do milho no indicador CME-Group corrente apresentaram queda de 2,29% no comparativo semanal, refletindo as expectativas da melhora da produtividade das lavouras nos EUA.

• O dólar fechou em média de R$ 5,32/US$, aumento de 3,07% em relação à semana passada, após tensões do mercado internacional e ao novo corte da Selic, agora em 2% a.a.

• Com os preços caminhando em sentidos opostos, a relação base MT-CME apresentou alta de 48,18% ante a semana passada.

VOLUME PODE SE ELEVAR?:

As exportações de milho em Mato Grosso ganham ritmo e chegam a 4,97 milhões de toneladas entre os meses de jan-jul de 2020, segundo os dados da Secex. Observando a soja no mês passado, houve uma redução nos volumes da oleaginosa embarcadas no porto pelo estado. Com isso, as demandas para o cereal ganharam espaço no cenário do escoamento dos grãos, que neste momento apresenta maior disponibilidade devido à colheita no estado.

Assim, pode-se perceber que as exportações do milho se elevaram 2,55 milhões de t em relação ao último mês (maior crescimento no volume do ano), número que se analisado com a série histórica, segue abaixo do visto em 2019, no qual acumulou um embarque de 8,75 milhões de toneladas se comparado ao mesmo período (janjul).

Porém, ao considerar o último relatório de oferta e demanda divulgado pelo Imea, as expectativas para ano safra 2019/20 do milho são positivas, podendo superar a safra 2018/19 e ser capaz de apontar recorde de exportação para Mato Grosso.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

11.2%
5.1%
8.4%
3.7%
8.4%
32.1%
6.5%
11.2%
3.7%
2.8%
4.2%
2.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp