29/07/2020 às 14h29min - Atualizada em 29/07/2020 às 14h29min

Soja: Apesar da desaceleração do dólar, o Indicador Imea-MT apresentou leve alta de 0,64% na última semana, acompanhando a Bolsa de Chicago

Com a soja em falta, alguns estados como o PR aumentaram suas compras do vizinho Paraguai.

Redação com assessoria
IMEA MT
-
De olho no mercado:

Neste momento, os players de soja estão de olho nos relatórios de condições climáticas e exportações do USDA.

Segundo o NOAA, para os próximos três meses as previsões indicam chuvas acima da média em vários estados do cinturão e a previsão para agosto, mês-chave no desenvolvimento do grão, indica um tempo mais ameno, sem registros de seca.

Com isso, as condições das lavouras divulgadas pelo USDA apresentaram melhora nesta última semana, registrando um aumento de 3 p.p. para as condições boas a excelentes (totalizando 72% das áreas nessa situação).

Porém, apesar de o “mercado climático” geralmente dominar os movimentos dos preços em Chicago nesta época, neste ano as atenções estão divididas entre o clima norte-americano e o andamento da demanda pela oleaginosa, pois os números de exportação de soja dos EUA vêm aumentando e fortalecendo as cotações por lá.

• Apesar da desaceleração do dólar, o Indicador Imea-MT apresentou leve alta de 0,64% na última semana, acompanhando a Bolsa de Chicago.

• As cotações no contrato corrente na CME-Group voltaram a subir na última semana, registrando alta de 1,65%, movida pelo anúncio de mais soja vendida pelos EUA.

• Com a entrega da reforma tributária ao Congresso brasileiro e com o acordo sobre o Plano de recuperação econômica da União Europeia, o dólar recuou 2,93% na média semanal.

• Já a diferença de base entre os preços em MT e os praticados na bolsa de Chicago apresentou alta na última semana, influenciada pela alta dos preços na CME-Group.

SOJA EM FALTA:

De acordo com os últimos dados divulgados pela Abiove, o volume de soja brasileira esmagada em mai/20 foi de 3,67 mi de t, retração de 6,17% em relação a mai/19. Porém, em MT, o processamento da oleaginosa em mai/20 foi recorde, seguido de uma redução no mês seguinte.

Uma das possíveis causas da diminuição do processamento no Brasil é a baixa produção das lavouras da região sul nesta safra, enquanto em MT houve a maior colheita da história. Assim, já começa a ser percebida certa dificuldade em encontrar soja no mercado, até mesmo em MT, que geralmente contribui para o abastecimento de outros estados, o que tem levado o estado do PR, por exemplo, a aumentar suas compras do Paraguai.

Com isso, vale ressaltar que as esmagadoras, que não estão cobertas ao longo do ano e operam geralmente no mercado spot, podem passar por dificuldades para encontrar soja durante o segundo semestre, o que pode impactar no preço dos subprodutos no país.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

10.7%
6.0%
7.7%
3.4%
8.1%
29.9%
6.4%
11.5%
4.7%
2.6%
6.0%
3.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp