21/07/2020 às 11h28min - Atualizada em 21/07/2020 às 11h28min

A colheita em MT avançou e estado está com 75,60% das áreas colhidas.

A cotação no contrato B3 fechou em queda de 3,37% em relação à semana passada, ficando cotado a R$48,73/sc.

Redação com assessoria
IMEA MT
-
Despesas ao produtor: Foi divulgado na última semana pelo Imea o custo de produção para a safra 2020/21 de milho referente ao mês de junho para Mato Grosso. Segundo os dados, apesar do recuo apontado pelo dólar (na média mensal de junho em relação à maio) os custos para o produtor matogrossense se mantiveram em alta.

Dessa forma, as depesas com a lavoura, como fungicida e macronutrientes, tiveram elevação de 1,20% e 0,33%, respectivamente, em relação ao mês passado. Com isso, os custos variáveis ficaram estimados em R$ 2.524,99 sc/ha, valor que representa aumento de 0,21% ante o último relatório, refletindo o aumento dos insumos.

Por fim, para as despesas operacionais o valor apontado foi de R$ 2.885,74 sc/ha, elevando o ponto de equilíbrio ao produtor para a média de R$ 22,58/sc, avanço de 0,67%, se comparado a safra passada.

Na CME o indicador corrente registrou perda de 4,82% ante a semana passada, após dados de umidade que indicavam melhora nas condições das lavouras dos EUA.

• Acompanhando o mercado internacional e a oscilação cambial, a cotação do contrato corrente na B3 fechou em queda de 3,37% em relação à semana passada, ficando cotado a R$48,73/sc.

• O alto fluxo de grãos nas rodovias e a queda do preço do milho na semana, refletiu no aumento de 1,53 p.p. da base frete/milho na comparação com a semana passada.


 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

11.2%
5.1%
8.4%
3.7%
8.4%
32.1%
6.5%
11.2%
3.7%
2.8%
4.2%
2.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp