08/07/2020 às 12h08min - Atualizada em 08/07/2020 às 12h08min

Alho, cebola, cravo e canela: mais que alimentos, soldados da saúde

Com a chegada do inverno, cuidar da imunidade faz toda a diferença para controlar sintomas de gripes e outras doenças sazonais do período.

Paloma Minke
Secretaria de Agricultura São Paulo
-

Com a chegada do inverno, cuidar da imunidade faz toda a diferença para controlar sintomas de gripes e outras doenças sazonais do período. E diversos alimentos são aliados nesse controle.

O período mais frio e seco do ano também é conhecido como o mais propício para a manifestação de doenças das vias respiratórias e gripes. Neste ano, ainda se vive este momento difícil da pandemia da Covid-19. Por isso, os cuidados com a saúde devem ser ainda mais intensificados, com necessidade de mais rigor na higiene e capricho na alimentação, que deve prover uma nutrição adequada, para que o organismo fique forte e apto a combater doenças.

Entre os alimentos que podem ser consumidos com essa função, vários estão presentes em quase todos os lares e mesas. “Podemos destacar, por conta de seus altos valores nutricional e medicinal, o cravo e a canela, base da confecção das compotas de frutas e outros quitutes; bem como o alho e a cebola, temperos obrigatórios no arroz, feijão e carne de cada dia, assim como em diversos outros pratos”, informa Maria Cláudia S. G. Blanco, engenheira agrônoma.

Maria Cláudia comenta, ainda, que esses alimentos, além de temperar as receitas, são fonte de diversas substâncias bioativas de ação terapêutica. “Por isso, estão sendo recomendados pelo Programa de Fitoterapia de Campinas, nos serviços de saúde integrativa, e futuramente em uma cartilha que será distribuída pela prefeitura municipal, elaborada por uma equipe que conta com médica e farmacêutica”, explica a agrônoma, que faz parte do Grupo Saberes à Luz do Sol, responsável pela realização da Semana de Fitoterapia de Campinas, e é especialista em plantas medicinais e aromáticas e contribuiu na elaboração da cartilha.

A seguir, um pouco mais sobre esses alimentos e suas propriedades, conforme o Formulário de Fitoterápicos da Farmacopeia Brasileira da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e literaturas especializadas.

ALHO

Nome científico:Alliumsativum L.

Nomes populares: alho-comum; alho-bravo, alho-hortense.

Indicações terapêuticas principais

Uso interno: antimicrobiano, antifúngico, antiviral, expectorante, antioxidante, imunoestimulante, antiespasmódico e antitrombótico. Atua como coadjuvante no tratamento de bronquite crônica, asma, sintomas de gripes e resfriados. Coadjuvante no tratamento da hiperlipidemia e hipertensão arterial leve a moderada, auxiliar na prevenção da aterosclerose.

Posologia e forma de preparo

Uso interno: maceração- 1 colher de café (0,5g) do bulbo do alho para 1 cálice (30mL) de água. Tomar duas vezes ao dia, antes das refeições.

Observação: o uso terapêutico prolongado do alho pode ter contraindicações, por isso fale com um profissional da saúde antes de se medicar. Como alimento, não tem contraindicação, mas o calor diminui seus compostos bioativos, por isso, prefira consumi-lo cru.
 

CEBOLA

Nome científico: Allium cepa L.

Nome popular: cebola.

Indicações terapêuticas principais

Uso interno: antimicrobiana e anti-inflamatória. Expectorante (bronquite e estados gripais). Fonte de vitaminas A, B e principalmente C.

Posologia e forma de preparo

Uso interno: suco- 3 a 5 colheres de sopa (9 a 15g) do bulbo picado para 1 xícara de chá (150mL) de suco de limão com mel.

Observação: a cebola, quando muito cozida e frita, perde quase a totalidade do seu valor curativo e nutritivo, pois perde a vitamina C e os demais nutrientes, restando basicamente o sabor.

 

CRAVO-DA-ÍNDIA

Nome científico: Syzygiumaromaticum(L.) Merr.et Perry

Nomes populares: cravo-de-odor, craveiro-da-índia, cravo-de-cabecinha.

Indicações terapêuticas principais

Uso interno: antiespasmódico, carminativo(combate gases intestinais),antiagregante plaquetário, antioxidante, antimicrobiano.

Posologia e forma de preparo

Uso interno

Infusão – 3 colheres de café (1,5g) para 1 xícara de chá (150mL) de água. Tomar duas a três vezes ao dia. Indica-se acrescentar mel.

Cuidados: não há relatos de contraindicações, a não ser a pessoas alérgicas.


CRAVO-DA-ÍNDIA

Nome científico: Syzygiumaromaticum(L.) Merr.et Perry

Nomes populares: cravo-de-odor, craveiro-da-índia, cravo-de-cabecinha.

Indicações terapêuticas principais

Uso interno: antiespasmódico, carminativo(combate gases intestinais),antiagregante plaquetário, antioxidante, antimicrobiano.

Posologia e forma de preparo

Uso interno

Infusão – 3 colheres de café (1,5g) para 1 xícara de chá (150mL) de água. Tomar duas a três vezes ao dia. Indica-se acrescentar mel.

Cuidados: não há relatos de contraindicações, a não ser a pessoas alérgicas.




 

RECEITAS

De forma a disponibilizar compostos bioativos que podem fortalecer a imunidade, é importante a inclusão desses condimentos na alimentação diária. A seguir, algumas receitas culinárias.

 

Manteiga de alho

Ingredientes

100g de manteiga
1 colher (sobremesa) cheia de alho amassado
3 colheres (sobremesa) de salsa picada, bem fininha

Preparo

  • Deixar a manteiga em temperatura ambiente, depois bater até ficar cremosa.
  • Misturar o alho amassado e a salsa picadinha.
  • Embrulhar em filme plástico e levar à geladeira por 20 minutos.
  • Fazer um rolinho ou moldar no formato que desejar.
  • Conservar em geladeira por até 45 dias ou no freezer por até seis meses.

 

Biscoitos da Alegria de Sta. Hildegarda de Bingen

(Para a memória, fornece energia e vitalidade)

Ingredientes

400g de farinha de trigo espelta (“épeautre”), que pode ser substituída por farinha de trigo integral
250g de manteiga
150g de açúcar mascavo (diabéticos devem preparar sem açúcar)
200g de amêndoas (moídas ou trituradas)
1 colher (sopa) de canela em pó
1 colher (café) de cravo (moído ou triturado)
1 colher (café) de noz-moscada ralada
2 ovos
1/4 de colher (café) de sal

água (de acordo com o que for preciso)

Preparo: colocar a farinha sobre a mesa de trabalho, mármore ou bacia larga. Acrescentar a manteiga derretida ou cortada em pequenos pedaços, depois o açúcar, as amêndoas, os ovos e as especiarias. Misturar tudo muito bem, depois amassar rapidamente e deixar em lugar fresco (ou na geladeira) por cerca de 30 minutos. Depois desse tempo, abrir a massa com 2 a 3mm de espessura e cortar em pequenas bolachas ou no formato desejado. Levar ao forno em uma assadeira forrada com papel-manteiga, por cerca de 20 a 25 minutos, a 180-200°C.
 

Vinho quente

2 pedaços de canela em pau
6 cravos-da-índia
1 e ½ xícara de açúcar
2 xícaras de água quente
1 garrafa de vinho tinto
2 maçãs descascadas e picadas

Preparo

  • Em uma panela coloque o açúcar, a canela e o cravo-da-índia, leve ao fogo e quando começar a derreter coloque a água quente e mexa um pouco, adicione o vinho e quando levantar fervura acrescente as maçãs e deixe cozinhar em fogo baixo por cerca de 10 minutos, mexendo de vez em quando.
  • Após esse período, desligar o fogo e servir quente.

Opcional: colocar algumas tiras de casca de laranja para aromatizar.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

11.2%
5.1%
8.4%
3.7%
8.4%
32.1%
6.5%
11.2%
3.7%
2.8%
4.2%
2.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp