29/04/2022 às 11h19min - Atualizada em 29/04/2022 às 11h19min

Santa Catarina cria linha de crédito para apoiar suinocultores independentes

O crédito emergencial atende a uma demanda do setor produtivo, que sofre com a alta nos insumos, confira aqui como solicitar!

Redação com assessoria
Epagri SC
-
A Secretaria de Estado da Agricultura de Santa Catarina lançou linha de crédito emergencial para minimizar prejuízos de suinocultores independentes. O Projeto Especial de Subvenção de Juros em apoio à Suinocultura Catarinense contará com recursos do Governo do Estado e da Assembleia Legislativa e vai apoiar o setor produtivo, que enfrenta prejuízos devido ao aumento nos custos de produção.


O novo programa de apoio foi aprovado pelo Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural (Cederural) nesta quarta-feira, 27 de abril.


 

“Esta é mais uma demonstração de suporte ao setor produtivo catarinense. Com apoio dos deputados estaduais, construímos um programa que atende a demanda dos suinocultores independentes e traz um fôlego para que milhares de famílias possam seguir produzindo alimentos de qualidade. Estamos ao lado dos produtores para a superação de todos os desafios”, destacou o governador Carlos Moisés.

 

Com o Projeto de Subvenção Emergencial para Suinocultura, os produtores poderão contratar financiamentos de até R$400 mil junto ao agente bancário para custeio pecuário e o Governo do Estado pagará os juros num limite de 5% ao ano. A medida é válida para produtores não integrados e enquadráveis no Pronaf ou no Pronamp.

 

“Essa proposta foi construída numa parceria do Estado e da Comissão da Agricultura da Assembleia Legislativa, numa forma de atender aos produtores independentes e minimizar a situação do setor produtivo. O Projeto será na modalidade de subvenção de juros, que é comum nos programas da Secretaria da Agricultura e os suinocultores poderão acessar até R$ 400 mil para custeio pecuário. É um gesto importante do Governo do Estado”, ressalta o secretário da Agricultura, Ricardo Miotto.

 

O crédito emergencial atende a uma demanda do setor produtivo, que sofre com a alta nos insumos, principalmente grãos. Segundo a Associação Catarinense de Criadores de Suínos, os custos de produção chegam a R$8/kg de suíno, enquanto a comercialização gira em torno de R$ 4,70.
 

Como funcionará


Para participar do Projeto, os suinocultores deverão se inscrever na Secretaria Municipal da Agricultura. A priorização dos beneficiários será realizada com base na lista de inscrição e definida em conjunto pela Secretaria Municipal de Agricultura, Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural e Epagri.


 

A formalização de participação no Projeto deverá ser realizada nos Escritórios Municipais da Epagri, que efetuará o Pré-enquadramento do produtor, no qual deverá constar o valor pretendido de financiamento.

 

É importante lembrar que cada propriedade rural terá direito à subvenção de juros para um projeto, independentemente do número de unidades de produção instaladas.
 

Suinocultura em Santa Catarina


Santa Catarina é o maior produtor e exportador de carne suína do Brasil, com acesso aos mercados mais competitivos do mundo. O estado conta com oito mil suinocultores, sendo que 15% trabalham de forma independente, ou seja, não participam do sistema de integração com as agroindústrias.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disqus exige que voce se registre seu site. Voce pode fazer isso a partir de Registre-se
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp