28/04/2022 às 10h27min - Atualizada em 28/04/2022 às 10h27min

Boi: com preço da arroba na média de R$335 terminadores tem a melhor relação de troca com milho dos últimos anos

Com a venda de um quilo de boi gordo em SP, o pecuarista consegue adquirir quase 15 quilos de milho na região, 8% a mais que em março e quantidade 14,66% maior que a de abr/21

Redação com assessoria
CEPEA/Esalq
-
Apesar do enfraquecimento da arroba do boi gordo nesta parcial de abril (até o dia 26), o poder de compra dos pecuaristas terminadores do estado de São Paulo frente ao milho cresceu na comparação com os registrados em março e em abri/21. Inclusive, o volume de milho possível de se adquirir com a venda do boi gordo ficou acima da média histórica.



Segundo pesquisadores do Cepea, esse cenário é reflexo da queda dos preços do cereal, que vêm sendo pressionados por expectativas de que a produção nacional da segunda safra fique acima das estimativas iniciais, podendo ser recorde.



Na parcial deste mês, a média mensal do Indicador do boi gordo CEPEA/B3 (estado de São Paulo) está em R$ 335,15, 2,77% inferior à de mar/22 e 6,21% abaixo da de abr/21, em termos reais (as médias foram deflacionadas pelo IGP-DI).



Para o milho, o preço médio do cereal negociado na região de Campinas (Indicador ESALQ/BM&FBovespa) é de R$ 89,80/saca de 60 kg, fortes recuos de 10,05% frente ao mês anterior e de 18,2% em relação a abr/21, em termos reais.




LEIA TAMBÉM:



- Área com sistemas lavoura-pecuária em Mato Grosso ultrapassa 2,6 milhões de hectares




- Manejo utiliza sistema de rotação de pastagem para reduzir carrapato-do-boi em 82% sem usar químicos​





Assim, com a venda de um quilo de boi gordo em SP, o pecuarista consegue adquirir quase 15 quilos de milho na região de Campinas, 8% a mais que em março e quantidade 14,66% maior que a de abr/21, em termos reais.



A média histórica do poder de compra dos pecuaristas terminadores de SP em relação ao milho (a série foi iniciada em agosto de 2004) é de 14,84 quilos. Ou seja, o volume do cereal possível de se adquirir na parcial de abril está 0,6% acima da média dos últimos 18 anos.




CONFIRA  AS  COTAÇÕES



O valor médio à vista da arroba do boi gordo (Indicador CEPEA/B3), no dia 28, estado de São Paulo está cotado em R$ 335,60. Em dólares a arroba está negociada a US$ 67,61.







O mercado segue estável em praticamente todas as praças. Nesta quinta-feira, 28, em Barretos a arroba do boi gordo estava negociado a R$ 308,50  a vista. A vaca gorda a R$273,00 a arroba.



No Triângulo Mineiro o boi gordo segue estável, sendo cotado a R$ 293,50 a arroba. A vaca gorda está negociada a R$ 262,00.



Já em Mato Grosso do Sul o boi gordo segue a R$ 292,50/@, a vaca gorda a R$ 273,00 a arroba.



A arroba teve leve queda na semana em Mato Grosso, com isso segue negociada a R$ 283,50 na média. Para a vaca gorda o preço médio é de R$ 274 por arroba.



Na região Oeste do Paraná a R$ 304,50,
 em Santa Catarina os negócios com boi gordo estão sendo realizados a R$ 313,00 por arroba. A vaca gorda segue cotada a R$ 280,50 a arroba.


O bezerro de ano, 8@ ou 240 quilos, está negociado em Mato Grosso Sul a R$ 2.900,00, em Goiás a R$ 2.820,00 e no Paraná é negociado a R$ 3.000,00 a cabeça. 




LEIA TAMBÉM:


Estratégias de manejo de pastagem e de condicionamento da recria na transição acelera a recuperação dos animais




 Intensificação do sistema produtivo começa pela escolha do capim




Pecuária é capaz de gerar crédito de carbono com média lotação no pasto

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disqus exige que voce se registre seu site. Voce pode fazer isso a partir de Registre-se
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp