20/04/2022 às 10h03min - Atualizada em 20/04/2022 às 10h03min

Preço do arábica recua 3,45% e volume de negócios diminui, robusta sobe 1,73%

Compradores alegam que a pressão veio das perspectivas de menor demanda de café, devido a guerra entre Rússia e Ucrânia e do novo lockdown na China.

Redação com assessoria
CEPEA/Esalq
-
As cotações domésticas do café arábica voltaram a recuar, pressionadas pela queda dos futuros da variedade.


O Indicador CEPEA/ESALQ do arábica tipo 6, posto na capital paulista, fechou a R$ 1.233,88/saca de 60 kg, baixa de 3,45% entre 12 e 19 de abril.








No mercado externo a saca de 60 quilos do café arábica segue negociada a US$ 264,04.


Quanto aos negócios, com a nova desvalorização do grão e o feriado de Sexta-feira Santa e a proximidade do de Tiradentes, a maior parte dos agentes se mantém afastada do mercado spot nacional.


Já no front externo, a pressão veio das perspectivas de menor demanda de café, devido aos desdobramentos da guerra entre Rússia e Ucrânia e do novo lockdown na China.



As cotações do café robusta tiveram alta de 1,73% nesta terça-feira, 19, e o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6, peneira 13 acima, fechou cotado a R$ 819,25 por saca. nos últimos dias. 


No mercado externo a saca de 60 quilos do café robusta segue negociada a US$ 175,32.









LEIA TAMBÉM:



Falta de chuvas pode antecipar a colheita da próxima safra de café em Minas Gerais




Brasil exportou 3,4 milhões de sacas de café em fevereiro de 2022





Estados Unidos lideram importações dos Cafés do Brasil com a compra de 7,78 milhões de sacas




Projeto do Mapa, IICA e CNC quer remunerar o cafeicultor que preservar nascentes e córregos na propriedade

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disqus exige que voce se registre seu site. Voce pode fazer isso a partir de Registre-se
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp