23/03/2022 às 09h01min - Atualizada em 23/03/2022 às 09h01min

Cafeicultores suspendem negociações e café arábica tem leve alta de 1,18% e segue cotado a R$ 1.276,97 a saca

A colheita da safra de cafés deve ter início em abril em Minas Gerais e em maio nas demais regiões do país.

Redação com assessoria
CEPEA/Esalq
-
Segundo informações do Cepea, as cotações do café arábica vêm oscilando nos últimos dias, devido à alta volatilidade dos futuros e do dólar. Nesse cenário, agentes estão retraídos, e o ritmo de negócios está lento.


Na terça-feira, 22, o Indicador CEPEA/ESALQ encerrou a R$ 1.276,97/sc, elevação de 1,18% frente ao da terça anterior, 15 – na parcial deste mês, no entanto, a baixa é de 11%, porém o café vem apresentando uma leve reação no preço desde o dia 17/03.







Nessa terça-feira, 22, o Indicador CEPEA/ESALQ do tipo 6 peneira 13 acima, a retirar no Espírito Santo, fechou a R$ 773,49 a saca. Uma alta de R$15,00 por saca com relação a terça-feira, (15).








Na Bolsa de Nova York (ICE Futures), os contratos seguem influenciados pelos desdobramentos da guerra entre Rússia e Ucrânia e por fatores técnicos. Ressalta-se que o conflito vem estimulando a vendas dos contratos de café e pode ter impacto no consumo do produto, tendo em vista problemas nos embarques para a Rússia e o aumento geral dos preços dos alimentos.


Agentes também seguem atentos aos impactos nos custos de produção da commodity.


COLHEITA SAFRA 22/23


Nas regiões do arábica, a colheita deve se iniciar primeiramente nas Matas de Minas (Zona da Mata) no final de abril, de forma pontual.


Para o restante das praças mineiras, em São Paulo e no Noroeste do Paraná, as atividades devem começar em maio. 




 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disqus exige que voce se registre seu site. Voce pode fazer isso a partir de Registre-se
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp