04/03/2022 às 18h56min - Atualizada em 05/03/2022 às 00h01min

China suspende compra de carne de aves de unidade da BRF de Mato Grosso

China é principal compradora de frango e suínos do Brasil e expectativa da empresa é que a medida não traga efeitos negativos para suas margens.

Rodolfo Buhrer - Reuters
Reuters e G1


-
A China suspendeu suas compras de carne de aves de uma unidade da BRF localizada em Lucas do Rio Verde (MT), uma das maiores fábricas da companhia, porém a expectativa da empresa é que a medida não traga efeitos negativos para suas margens.


A informação foi publicada pela Administração Geral de Alfândegas da China (GACC, na sigla em inglês) e confirmada pela companhia à Reuters nesta sexta-feira (4).


"A BRF informa que teve ciência por meio do site do GACC a respeito da suspensão de sua unidade em Lucas do Rio Verde (MT)...", disse.


A empresa afirmou ainda que não foi notificada oficialmente pelo Ministério da Agricultura brasileiro.


Segundo dados da companhia, o volume exportado de frango pela BRF para a China atualmente corresponde a 2,7% de suas receitas totais. A planta de Lucas do Rio Verde representa 12% do volume total de aves embarcado para este mercado.
"Ou seja, 0,3% das receitas, sem efeito adverso esperado na margem Ebitda", esclareceu.


"Os volumes desta unidade serão direcionados para outros mercados, em conexão com o Planejamento Integrado da BRF. A empresa ressalta ainda que suas sete unidades habilitadas continuam exportando frango normalmente para a China, sem qualquer intercorrência."


A BRF também disse que tomará as medidas cabíveis e trabalhará na reversão da situação com as autoridades chinesas e brasileiras, ressaltando que possui rigorosos processos de segurança de alimentos e controles de qualidade.


A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) reafirmou em nota sua confiança na associada BRF, em relação ao pleno cumprimento de todos os requisitos para realizar exportações nos diversos mercados onde atua, incluindo a China.


"Neste sentido, a ABPA, respaldada por sua representação no mercado chinês, apoiará a indústria e o governo brasileiro para a apresentação dos devidos esclarecimentos e a retomada das exportações pela planta suspensa", disse a entidade.


De acordo com a associação, assim como a empresa, o setor ainda não foi notificado oficialmente sobre a suspensão da unidade frigorífica em questão.
A planta de Lucas do Rio Verde já havia tido os embarques de carne suína embargados pela China em agosto do ano passado, suspensão que segue vigente até hoje, de acordo com a BRF.


Em janeiro, o mercado chinês - principal comprador de frango e suínos do Brasil - suspendeu as importações de dois outros frigoríficos brasileiros de frango. Na ocasião, a ABPA disse que não esperava impactos significativos para as exportações brasileiras de carne de frango, uma vez que o país contava com pouco mais de 40 plantas habilitadas para exportar o produto ao país asiático.


Dados da entidade indicam que o Brasil embarcou 48,3 mil toneladas de frango para a China em janeiro, aumento de 4,6% em relação ao mesmo período do ano anterior, de um total de 349,1 mil toneladas enviadas pelo país ao mercado externo no mês.




 


LEIA TAMBÉM:




Avicultura: A importância da qualidade da água no desempenho dos lotes





Avicultura: Preço do frango vivo e da carne apresentam queda neste início de mês




Com preço do milho alcançando R$100/sc, não seria hora de buscar outra fonte de energia para as rações?




Preço do frango vivo recua sendo comercializado a R$4,90/kg na segunda semana do ano




Avicultura: Relação de troca na avicultura de postura é a pior da história

 


 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disqus exige que voce se registre seu site. Voce pode fazer isso a partir de Registre-se
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp