23/02/2022 às 11h35min - Atualizada em 23/02/2022 às 11h35min

Deputados de MT aprovam a criação de CPI do Leite para investigar baixo preço pago a produtores

O Deputado Cattani autor do pedido da CPI diz que a investigação irá apontar soluções para os problemas enfrentados pelos produtores de leite de MT

Redação com assessoria
Assembleia Legislativa de MT
-
A mesa diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso acatou um requerimento feito pelo deputado estadual Gilberto cattani (União Brasil) e determinou a criação da CPI do Leite para investigar possíveis infrações na ordem econômica na cadeia produtiva do leite.

 

No pedido o deputado citou a inexistência de livre concorrência na relação entre as empresas de laticínio e os produtores de leite, além do abuso de posição dominante com imposição unilateral de preço pós-fixado.

 

“O leite é o único produto em que o produtor não sabe por quantos ele está vendendo. O produtor tira leite por 30 dias e entrega para a indústria. Ele recebe então 20 dias depois, mas não sabe quanto ele vai receber, é a indústria que decide quanto irá pagar. O valor quase sempre é inferior ao custo da produção do leite e isso acontece desde sempre. São raras as vezes que cobre o custo”.

Deputado Estadual Gilberto Cattani



“Como é possível que não exista uma concorrência entre esta ou aquela indústria de processamento de leite. Isso não acontece somente em Mato Grosso, mas em todo Brasil. Vamos investigar um possível monopólio ou oligopólio, uma possível inserção de leite em pó que sabemos que vem do Uruguai, que é reidratado e que tem entrado no mercado brasileiro para justamente controlar o preço”, explicou.



Crise do leite

Crise do leite


Foto: Deputado estadual Gilberto Cattani em discurso na tribuna




O parlamentar, por fim, afirmou que tem um acordo para que deputados estaduais de outros estados também apresentem a mesma proposta de criação de CPI para fortalecer nacionalmente os pequenos e médios produtores de leite.

 

 

“Temos um acordo com o deputado estadual Amauri Ribeiro, de Goiás, com o deputado Bruno Engler, de Minas Gerais, e estamos em conversa com a Assembleia de Rondônia para que possa ser feita esta luta nos quatros estados para que isso chegue ao Ministério da Agricultura”, finalizou.


 

A CPI terá prazo de 180 dias para concluir as investigações, e poderá prorrogar este prazo.



 



LEIA TAMBÉM:



Pesquisa afirma que setor lácteo deve crescer na próxima década, mas 2022 será de cautela





Silagem de trigo: desenvolvida cultivar adaptada para diminuir a dependência do milho 




 Silagem da rama da mandioca é apresentada como mais uma opção para o produtor durante estiagem





Silagem de soja na propriedade reduz custos com ração seca para gado de leite




Conheça as principais vantagens da silagem de capim para a pecuária leiteira





Silagem de Capim-elefante tem alta produtividade e a implantação custa muito menos que outras variedades




 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disqus exige que voce se registre seu site. Voce pode fazer isso a partir de Registre-se
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp