18/05/2020 às 09h07min - Atualizada em 18/05/2020 às 09h07min

AMAZONIA ARCO VERDE: Operação apreende dez máquinas utilizadas em crimes ambientais e aplica cerca de R$ 20 milhões em multas

Remoção imediata dos maquinários utilizados em crimes ambientais visa descapitalizar infrator e evitar novos desmates ilegais

Redação com assessoria
SECOM MT
Mayke Toscano/Secom

-
Em operações realizadas nas duas últimas semanas, equipes do Governo de Mato Grosso realizaram a apreensão e retirada de dez máquinas utilizadas para a prática de crimes ambientais. Foram oito tratores removidos de Querência e região e outros dois de Santa Rita do Trivelato.

Durante a ação realizada na região de Querência, Leste de Mato Grosso, também foram apreendidos implementos como carretas tanque, gerador de energia, sopradores e motosserras. A operação foi realizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), pelo Corpo de Bombeiro Militar (CBM-MT), Instituto de Defesa Agropecuária (Indea) e Batalhão de Operações Especiais (BOPE-MT).

Os profissionais fiscalizaram 21 pontos e embargaram 6,5 mil hectares. Estima-se que serão aplicados R$ 20 milhões em multas.  A ação integra a Operação Amazônia Arco Norte, lançada pelo Governo de Mato Grosso na terça-feira (12.05), com o objetivo de reprimir crimes contra a flora de Mato Grosso, especialmente exploração florestal ilegal, desmatamento ilegal, incêndios florestais e queimadas irregulares.

O Governo de Mato Grosso está atuando em seis frentes para combate aos crimes contra a flora: planejamento e gestão, monitoramento, fiscalização, responsabilização, prevenção e combate aos incêndios florestais, e comunicação.

OPERAÇÂO ARCO VERDE 2


O Exército Brasileiro lançou a Operação Verde Brasil 2 que atuará em conjunto com a Operação Amazônia Arco Norte da Sema-MT e Sesp-MT.



Nesta semana, os alvos da fiscalização serão levantados pelos órgãos de fiscalização ambiental e de segurança pública. A partir disso, as Forças Armadas vão planejar como será a atuação deles na Amazônia Legal, que engloba a faixa de fronteira, as terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas federais no estado de Mato Grosso.

De acordo com o comandante da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, o general de brigada Reinaldo Salgado Beato, o objetivo é zerar, se possível, o desmatamento e os incêndios ilegais. “É um objetivo do vice-presidente da República, general Hamilton Mourão, que preside o Conselho Nacional da Amazônia Legal. O Exército tem cerca de 2.700 homens em Mato Grosso que podem ser empregados nesta ação e estamos recebendo reforços de Campo Grande, Brasília e contamos com as forças de segurança estadual. Temos três aeronaves e podemos ter mais, dependendo da necessidade, além de caminhões e motos”.

Por meio da Garantia da Lei e da Ordem (GLO), requisitada pelo governador Mauro Mendes e autorizada pela presidência da República, as forças de segurança estadual e federal poderão atuar em conjunto tanto em terras federais quanto nas estaduais. Por meio desse alinhamento entre as duas esferas de governo, o enfrentamento ao crime terá uma força maior em Mato Grosso.

“Quem apostar na impunidade vai se dar mal e terá graves consequências. Estamos unidos, Governo Federal, Governo Estadual, todas as forças de segurança estadual e federal para que possamos dar resposta efetiva em prol do meio ambiente e da economia brasileira que depende muito da nossa imagem ambiental perante o mundo”, destacou o governador Mauro Mendes.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

11.2%
5.8%
8.0%
3.6%
8.0%
31.2%
6.7%
11.2%
4.0%
2.7%
4.5%
3.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp