11/02/2022 às 09h57min - Atualizada em 11/02/2022 às 09h57min

Frango: vendas se aquecem e preço sobe nas principais regiões produtoras

Para o frango abatido e resfriado a alta foi de 3,77%, confira aqui as cotações do frango vivo e da carne.

Redação com assessoria
Cepea/Esalq - Deral/PR
AEN PR
-
Segundo o Cepea, os preços do frango registraram aumento nos últimos dias, visto que a procura final pela carne voltou a se aquecer nesta segunda semana de fevereiro.


De acordo com pesquisadores do Cepea, no mercado doméstico, a competitividade elevada da carne de frango frente à bovina e o aquecimento na demanda típico neste período – por conta do recebimento dos salários por parte da população – elevaram a liquidez da proteína avícola.


A cotação teve alta expressiva de 2,92% na quarta-feira, 9, e manteve o movimento no dia 10.


Para o frango congelado, o preço atual é de R$6,00/kg no mercado de São Paulo.
  






Já para o frango resfriado a alta no mês de fevereiro é de 3,77% e com isso o produto está negociado a R$6,06/kg nas praças paulistas.


 






Para o preço do frango vivo na granja, nas praças do Paraná a ave segue cotada a R$5,10/kg nesta sexta-feira, 11.



Exportações


O desempenho das exportações também esteve elevado nos primeiros dias de fevereiro.


Após forte recuo em janeiro, o Brasil exportou 18,1 mil toneladas/dia de carne de frango in natura nos quatro primeiros dias úteis de fevereiro, de acordo com o relatório semanal da Secex.


A média diária está 19,6% maior que a observada em janeiro e 0,6% acima da de fevereiro/21.



Levantamentos da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) mostram que as exportações brasileiras de carne de frango (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) totalizaram 349,1 mil toneladas, volume que supera em 19,7% os embarques realizados no mesmo período do ano passado, com 291,6 mil toneladas.

 

A China, maior importadora da carne de frango do Brasil, incrementou suas compras em 4,6%, com 48,3 mil toneladas em janeiro. O grande destaque, entretanto, é o segundo principal importador, posto que foi assumido pelos Emirados Árabes Unidos que, em janeiro, importou 42,8 mil toneladas, número 96,6% maior do que o registrado no primeiro mês do ano passado.

 

Outro mercado que aumentou as suas importações é a União Europeia 53,5%, com 18,1 mil toneladas. Também foram destaques as Filipinas, com 11,4 mil toneladas (+339,4%), Coreia do Sul, com 10 mil toneladas (+94%) e Rússia, com 9,2% (100%).




 

LEIA TAMBÉM:




 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disqus exige que voce se registre seu site. Voce pode fazer isso a partir de Registre-se
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp