10/02/2022 às 12h09min - Atualizada em 10/02/2022 às 12h09min

Preço da carne suína começa a reagir nas principais regiões produtoras

A @ do suíno subiu 5,68% em SP, já a carcaça especial teve alta de 3,95%

Redação com assessoria
CEPEA/ESALQ e Suisite
AEN PR
-
Após janeiro registrar o pior preço em aproximadamente 2 anos, os preços do suíno vivo reagiram nos últimos dias.


Segundo pesquisadores do Cepea, esse recente movimento de recuperação, que vem sendo observado na maioria das regiões acompanhadas, está atrelado ao período de início de mês (recebimento dos salários por parte da população), que elevou, ainda que de forma tímida, a procura de frigoríficos por novos lotes de suínos para abate.


Quanto ao mercado atacadista de carne, as reações nos preços não têm sido uniformes neste começo de mês, indicando que o incremento no consumo doméstico de carne suína com o início de fevereiro não tem sido generalizado. 


 

No mercado de São Paulo, a arroba do suíno CIF subiu 5,68% chegando a R$ 103,00.


Já a carcaça especial aumentou 3,95%, sendo negociada a R$ 7,68 o quilo.








Para o animal vivo, os preços nesta quinta-feira, 10, são os seguintes:


No Rio Grande do Sul o preço é de R$ 4,36/kg. Em Santa Catarina teve alta de  3,42% na semana e segue comercializado a R$ 4,52/kg. No Paraná a alta foi de 1,64%, fechando em R$ 4,34/kg.


Nos estados do Sul o preço do suíno vivo está cotado á retirar na granja.


Na praça de São Paulo o avanço foi de 3,34% atingindo R$ 5,26,kg, em Minas Gerais, a alta foi de 3,86% e segue precificado em R$ 5,38/kg.


Nas Praças de SP e MG o preço cotado é posto no frigorífico. 









EXPORTAÇÕES


As exportações brasileiras de carne suína (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) totalizaram 74,6 mil toneladas em janeiro, o que supera em 18,2% os embarques registrados no mesmo período de 2021, com 63,1 mil toneladas, informa a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).


 

As vendas internacionais do primeiro mês de 2022 geraram receita de US$ 160,7 milhões, saldo 9,7% maior que o total obtido em janeiro de 2021, com US$ 146,5 milhões.


LEIA TAMBÉM:



Exportações de carne suína aumentam 18,2% em janeiro




Com baixo volume de negócios o preço da arroba do suíno em janeiro foi o pior em 2 anos





Suinocultura: Com baixo preço da carne e alta no preço do milho a relação de troca já é a pior da história





Suinocultores de Santa Catarina e Rio Grande do Sul tem prejuízo de R$300,00 por animal vendido





Suinocultores de Mato Grosso tem prejuízo de até R$ 180 por animal vendido


 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disqus exige que voce se registre seu site. Voce pode fazer isso a partir de Registre-se
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp