18/01/2022 às 11h05min - Atualizada em 18/01/2022 às 11h05min

Agricultores de MT avançam com o plantio do milho safrinha

Segundo o IMEA-MT com o adiantamento da colheita de soja em MT, a semeadura do milho 2021/22 já chegou a 2% da área que deve ser plantada

Redação com Assessoria
IMEA MT
-
Segundo o relatório semanal do IMEA-MT, com o adiantamento da colheita de soja em MT, a semeadura do milho 2021/22 teve início precoce ante a safra passada.

Assim, o primeiro levantamento feito pelo Imea registrou que 1,57% das áreas destinadas ao cereal já foram semeadas no estado.

Cabe destacar que os volumes de chuvas registrados nesse período dificultaram um maior adiantamento na colheita da soja, o que vem limitando a disponibilidade das áreas para o avanço da semeadura do cereal neste primeiro momento, visto ainda que grande parte dessas primeiras áreas colhidas estão sendo destinadas para a semeadura do algodão.

Assim, apesar do adiantamento frente a safra 20/21, os trabalhos a campo apresentaram nesta semana um atraso de 0,54 p.p. em relação à média dos últimos cinco anos.

Por fim, com relação às previsões de chuvas, o Tempo Campo aponta que o noroeste e nordeste do estado devem apresentar os maiores índices pluviométricos para esta semana, o que pode dificultar o avanço da semeadura nestas regiões.




Fonte: IMEA-MT

 
Segundo analistas do instituto, o preço médio do milho disponível em MT apresentou uma elevação de 2,11% em relação à última semana de levantamento do Imea, ficando cotado na média de R$ 65,52/sc. 

As cotações do cereal na CME-Group apresentaram uma alta de 0,94% em relação à semana passada, com valor médio de R$ US$ 5,97/bu.

Já as exportações mato-grossenses atingiram o maior volume mensal dos últimos seis meses, sendo escoados 2,56 milhões de toneladas em dezembro-21. 

O Imea divulgou o acompanhamento da comercialização de milho em Mato Grosso referente às safras 20/21, 21/22 e 22/23.

De acordo com o Instituto, a safra 20/21 apresentou um avanço de 2,56 p.p. ante o mês passado e totalizou 97,62% da produção em dez.21.

Com relação a temporada 21/22, o avanço foi o mais expressivo dentre os últimos sete meses, com incremento de 4,57 p.p. ante o mês de nov.21, totalizando 45,52% da produção esperada negociada.

Cabe destacar que, este incremento nas negociações foi pautado pelo aumento de 1,93% no preço médio comercializado que ficou cotado em R$ 64,69/sc. Já para a safra 22/23, em dez.21 foi registrado o maior volume de negociações para o cereal nesta temporada, até o momento.

Deste modo, a comercialização apresentou um avanço de 2,33 p.p. ante a nov.21, e totalizou 3,84% da produção esperada negociada. Este incremento foi motivado pela aquisição de insumos para a temporada em forma de barter, com a relação de troca estando mais favorável ante a nov.21.




 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disqus exige que voce se registre seu site. Voce pode fazer isso a partir de Registre-se
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp