15/01/2022 às 10h27min - Atualizada em 15/01/2022 às 10h27min

Nelore Brasil encerra conta no Bradesco após divulgar carta de repúdio ao banco

Na carta a diretoria da entidade exigiu que banco se retrate após veicular um vídeo que de forma gratuita agride a todos os pecuaristas brasileiros

Redação com assessoria
ABCN
-

No inpicio desta semana a Associação dos Criadores de Nelore do Brasil – ACNB divulgou uma carta de repúdio ao Banco Bradesco por conta do vídeo publicitário exibido pelo banco a alguns dias.

A carta aberta foi publicada por meio do site e redes sociais da ACNB.

A associação representa os criadores de gado nelore do Brasil, que segundo informações da entidade representam 80% dos pecuaristas brasileiros, e são responsáveis por mais de 90% da carne bovina consumida no país.

Além disso, a associação decidiu romper o relacionamento comercial com o banco, retirarando a sua movimentação bancária e encerrando as contas, que mantinha a conta há mais de 20 anos. 

Na carta, a associação questiona os motivos da exibição do vídeo que de forma geral e gratuita agride a todos os pecuaristas brasileiros. 

A entidade solicitou aos dirigentes do banco invista em ações de comunicação que demostrem a importância da pecuária para a economia brasileira, além de esclarecer sobre a produção de carne no país.

Na primeira semana de janeiro este portal divolgou a informação do rompimento da maior leiloeira de gado brasileira com o Bradesco.

A Estância Bahia Leilões classificou a propaganda do banco nas redes sociais que associa a pecuária à destruição da camada de ozônio de “ato de insanidade”.

“Em respeito à pecuária brasileira e indignados com o ato de insanidade do Bradesco, que viola os nossos mais de 40 anos de relacionamento bancário, retiramos 100% de nossa movimentação financeira da instituição”, diz o texto assinado pelo empresário Maurício Cardoso Tonhá, proprietário da Estância Bahia Leilões.



Foto: Maurício Tonhá - Estância Bahia Leilões

 

LEIA NA INTEGRA A CARTA DIVULGADA:
 

Carta aberta ao Bradesco

 

Ainda perplexa com a divulgação do famigerado vídeo que mostra não apenas desconhecimento do Bradesco sobre a pecuária brasileira, mas fere a imagem de milhões de produtores que trabalham de sol a sol, sete dias por semana, 365 dias por ano, para colocar carne na mesa dos brasileiros e de consumidores de outros 150 países, a Associação dos Criadores de Nelore do Brasil ainda aguarda posicionamento claro do banco.

Os neloristas, responsáveis por 80% do rebanho brasileiro e mais de 90% da produção de carne bovina, exigem que o Bradesco explique:

  • Por que tomou uma medida gratuita, agressiva e equivocada contra o setor produtivo da carne bovina?
  • Como autorizou a divulgação de um conteúdo que acusa a pecuária de ser apenas emissora de gás metano, esquecendo a captura de CO2 pela produção vegetal dos pastos, o que muitas vezes gera créditos de carbono?

As cartas divulgadas pelo Bradesco e o artigo assinado pelo presidente do Conselho de Administração apenas promovem o banco como financiador do agronegócio. Claro, isso é positivo para o setor produtivo, que representa mais de ¼ do Produto Interno Bruto brasileiro e gera mais de US$ 100 bilhões em exportações, mas não vimos nessas ações nenhuma informação que objetiva restabelecer a imagem da pecuária e da carne brasileira, que foi profundamente maculada com o vídeo.

Senhores dirigentes do Bradesco, queremos muito pouco. Queremos que o banco invista em ações de comunicação realmente esclarecedoras sobre a produção de carne no Brasil, minimizando o prejuízo que suas ações recentes causaram.

Com isso, estará apenas mostrando a verdade à sociedade urbana, pois a pecuária brasileira é a mais importante atividade animal do país, utiliza práticas sustentáveis, devido à criação a pasto gera créditos de carbono ao invés de emitir CO2 na atmosfera, e oferece um alimento seguro, de alta qualidade e essencial para a nutrição a saúde das pessoas.
 

Associação dos Criadores de Nelore do Brasil


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disqus exige que voce se registre seu site. Voce pode fazer isso a partir de Registre-se
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp