06/12/2021 às 11h08min - Atualizada em 06/12/2021 às 11h08min

Preço do frango vivo recua 16,6% e segue negociado a R$5,00/kg em SP e a R$4,50/kg em MG

Já o preço do frango abatido recuou 1,6% na primeira semana de dezembro e segue comercializado a R$6,11/kg no atacado

AVISITE
Avisite / Embrapa Suínos e Aves
-

O frango que está sendo processado nesta segunda-feira (6) nos abatedouros paulistas, foi negociado no último sábado (4) por R$5,00/kg, ou seja, com perda de 10 centavos em relação ao preço dos dois dias anteriores e que, por sua vez, haviam enfrentado recuo, também de dez centavos, em comparação ao primeiro dia de dezembro. Em Minas Gerais a cotação permaneceu inalterada em R$4,50/kg, valor alcançado na quinta-feira (2).

A cotação mais recente representa – para o frango vivo comercializado no interior de São Paulo – redução de 16,67% em comparação ao valor praticado no mesmo dia de novembro passado e ganho de apenas 8,70% sobre o valor de 4 de dezembro de 2020 – o que significa perda em relação à inflação acumulada nos últimos 12 meses. Já as perdas do produtor de Minas Gerais – onde, paradoxalmente, o Galo foi campeão – continuam sendo ainda mais elevadas, pois equivalem a uma redução mensal de 27,42% e anual de 5,26%.

A expectativa, no tocante a esta e às duas próximas semanas, é de alguma estabilização do mercado e dos preços. Mas até essa expectativa é duvidosa, pois, a despeito do forte recuo em pouco mais de 30 dias (em comparação a 1º de novembro, redução R$1,00/kg em São Paulo e de R$1,70/kg em Minas Gerais), significativa parte dos negócios continua sendo efetivada com descontos sobre o valor de referência. E, pior ainda, também o frango abatido continua enfrentando baixas, sem, até agora, apresentar as reações típicas de um início de mês e, principalmente, do início do mês das Festas.

Nas circunstâncias presentes, o produtor paulista necessita 20% mais frangos para obter o mesmo faturamento do início de novembro, enquanto a necessidade do produtor mineiro é bem mais de um terço superior.


FRANGO ABATIDO

Pela primeira vez no ano o preço do frango abatido encerrou a primeira semana do mês com resultado inferior ao do fechamento do mês anterior. Assim o valor alcançado no último dia de negócios da semana passada (3) ficou 1,6% abaixo do registrado em 30 de novembro.

Tal constatação dá a nota exata do desempenho do frango abatido neste que é o mês das Festas e, tradicionalmente, é aguardado com grande expectativa. Pois ela, agora, transformou-se em grande frustração, visto antecipar que os resultados de dezembro ficarão muito aquém do aguardado e necessário. Ainda que nestas quatro últimas semanas de 2021 o mercado venha a apresentar alguma reação.

A realidade é que, à média dos três primeiros dias de negócios do mês, o frango abatido alcança valor que se encontra 9,12% abaixo da média de novembro passado e que representa valorização de apenas 13,78% em relação a dezembro de 2020 (que, rememore-se, já não foi excepcional, pois o preço médio daquele mês retrocedeu ao menor nível do quarto trimestre do ano passado). Ou seja: supera-se a inflação oficial, mas não os custos, que evoluíram muito além.

O desempenho e, inclusive, os percentuais alcançados pelo frango vivo não são muito diferentes. Com perda de 20 centavos em apenas três dias de negócios, o produto comercializado no interior paulista viu seu valor médio na primeira semana de dezembro recuar 6,59% em relação ao mês anterior, ao mesmo tempo que apresentava evolução de não mais que 14,35% sobre dezembro de 2020.

É até provável que, nestes 19 dias faltantes para a chegada do Natal, haja alguma estabilização e até eventual reversão dos resultados atuais. Mas dezembro tende a ficar marcado como um dos piores meses de 2021. Tanto para o frango vivo como para o abatido.

 



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Disqus exige que voce se registre seu site. Voce pode fazer isso a partir de Registre-se
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp