09/09/2021 às 10h58min - Atualizada em 09/09/2021 às 10h58min

Boi Gordo: Mal da Vaca Louca deve limitar exportação em set/21

Negócios seguem travados no mercado interno, na primeira semana de set/21 o preço do boi gordo ficou cotado na média de R$ 299,25/@ em MT

Redação
CEPEA/Esalq e IMEA-MT
-
Depois de terem atingido volume recorde em agosto, as exportações brasileiras de carne bovina in natura iniciaram o mês de setembro em ritmo intenso. Contudo, notícias indicando dois casos atípicos de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB), mais conhecida como “mal da vaca louca”, resultaram em suspensões dos embarques da proteína brasileira para alguns países.

No geral, agentes do mercado consultados pelo Cepea esperam que a retomada das vendas ocorra o mais breve possível, seja pela negociação entre as autoridades brasileiras e do mercado internacional, seja pela dependência mundial pela carne brasileira.

No mesmo sentido, o mercado externo também é muito importante para a cadeia pecuária nacional como um todo. No mercado interno, a liquidez está baixa. Segundo pesquisadores do Cepea, a notícia de casos de EEB somou-se à baixa oferta de animais para abate e ao fato de que parte dos frigoríficos havia preenchido as escalas para alguns dias, fazendo com que novos negócios fossem postergados no início desta semana. 

IMEA - MT

Boletim semanal do IMEA-MT troxe as seguintes informações ao mercado:

QUEDA ACENTUADA: com a oferta pressionando o mercado, na última semana o preço do boi gordo ficou cotado na média de R$ 299,25/@, recuo de 0,24% ante a semana passada

DIMINUIU: no mesmo embalo de oferta mais intensa, a vaca gorda obteve queda de 0,31% no comparativo semanal e ficou cotada na média de R$ 287,71/@.

DESPENCOU: diante das incertezas quanto ao caso da “vaca louca”, o mercado futuro registrou queda de 3,31% ante a semana passada, e a arroba ficou cotada na média de R$ 302,44.

BEZERRO DE ANO x BOI GORDO

Com a queda mais intensa na arroba do bezerro de ano ante a do boi gordo, o ágio entre as duas categorias apresentou recuo pelo terceiro mês consecutivo. O ágio boi/bezerro é um importante indicador para o sistema de recria-engorda, pois demonstra a relação entre a arroba do bezerro sobre a arroba do boi gordo.

Nesse sentido, em ago.21 o ágio ficou em 31,50%, queda de 0,62 p.p. ante o mês anterior. Esse recuo no indicador foi resultado do decréscimo de 1,37% da arroba do bezerro de ano, ante a apenas 0,43% do boi gordo.

Mesmo com a queda nas cotações devido à leve melhora da oferta em ambas as categorias, o ágio se mantém acima da média histórica e dos meses observados em 2020. Esse cenário também indica que o ganho médio diário tem compensado o custo da aquisição do animal, já que o indicador está em declínio nos últimos três meses, aumentando assim o retorno para o produtor.


 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

11.2%
5.8%
8.0%
3.6%
8.0%
31.2%
6.7%
11.2%
4.0%
2.7%
4.5%
3.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp