30/08/2021 às 10h58min - Atualizada em 30/08/2021 às 10h58min

Encantar as novas gerações e preparar as novas lideranças são os grandes desafios do Agro

Ações movidas por lideranças do setor visam aproximar e reforçar o valor do Agro para novas gerações, das crianças aos jovens

Assessoria
Todos a uma só voz

-
Posicionar o Agro como uma das principais riquezas do Brasil e como um vasto campo de oportunidades para as novas gerações. Esse é um dos objetivos de iniciativas encabeçadas por profissionais, pesquisadores e líderes do setor que, de diferentes formas, tentam mudar a imagem que há anos tem sido disseminada, de forma errônea, entre crianças e jovens.

O produtor rural, por muito tempo foi estereotipado como o “Jeca Tatu”, o famoso personagem criado pelo autor brasileiro Monteiro Lobato, no livro Urupês. Na obra, o caipira é descrito como abandonado e vivia no atraso econômico e educacional. Nos últimos anos essa imagem retrógada do produtor vem mudando, já melhorou bastante, mas ainda há muito a ser feito.

Por outro lado, o produtor rural tem sido responsabilizado por atividades depredatórias, de desmatamento e de degradação do meio ambiente. É evidente que dentre os mais de cinco milhões de produtores rurais, há aqueles que desrespeitam as regras e cometem o ilícito, mas esses são poucos e a exceção e não a regra.

O Agro brasileiro evoluiu muito nas últimas décadas, superando obstáculos e mostrando todo o seu potencial e valor. Tudo graças ao espirito empreendedor dos produtores, desde os bem pequenos, que compõem a agricultura familiar, até os grandes. Também é importante dar o devido crédito aos pesquisadores e às indústrias que investiram para que o Agro se desenvolvesse e tivesse inovação e tecnologia de ponta empregadas no campo.

Um setor pujante, que atualmente é um dos pilares da economia do País, continuará a ter grandes desafios pela frente.  Talvez, dentre esses desafios estejam: estimular, encantar e preparar as próximas gerações para liderar e dar continuidade ao legado construído nas últimas cinco décadas.

Com o propósito de mudar a imagem distorcida e limitada sobre o Agro, o movimento “Todos a Uma Só Voz” vem desenvolvendo campanhas e atividades que têm ajudado a criar uma narrativa única e compreensível por todos, conectar a sociedade urbana ao campo e a estimular a empatia da população pelos produtores.
 

O que não faltam são histórias para contar

“O Reino de Agrus” é uma série em áudio book que conta a lenda de um povo que tinha a agricultura e a pecuária como suas principais fontes de sobrevivência. É um storytelling que narra o cotidiano dos personagens e suas atividades que buscam ajudar o povo do reino, com soluções que são originadas do agro.

A estória é contada em capítulos, que são baseados em uma cultura agrícola, um tipo de rebanho ou um segmento específico do setor. Além disso, aborda temas como sustentabilidade, meio ambiente e segurança alimentar, com uma linguagem leve e envolvente.

Na fase de pesquisas, planejamento e construção do Movimento “Todos A Uma Só Voz”, foram entrevistadas crianças, as quais receberam questionamentos sobre como são produzidos o leite de caixinha e a batata frita. As respostas invariavelmente se limitavam a dizer “a mamãe compra no mercado”, mas não mencionavam a plantação e colheita da batata no campo e nem tampouco a ordenha das vacas, o que reforçou a importância de uma ação direcionada a esse público.  

“Depois de muitas pesquisas e avaliações, tínhamos em mente que era necessário pensar em uma ação direcionada aos jovens que mostrasse a importância do Agro para a vida de toda a sociedade. Assim nasceu a ideia de levarmos essas mensagens de uma forma lúdica para envolvermos e engajarmos, tanto as crianças, como os jovens”, explica Ricardo Nicodemos, que é um dos idealizadores do “Todos a Uma Só Voz”.

“O audiobook se tornou um poderoso recurso de comunicação que ajuda a mostrar a importância que o Agro tem em nossas vidas. Ao mesmo tempo em que é uma forma de destacar e valorizar o trabalho do campo, especialmente o dos pequenos e médios produtores”, ressalta Nicodemos.
 

O Agro para estudantes

Em parceria com a Federação Nacional das Escolas Particulares (FENEP), o “Todos a Uma Só Voz” desenvolveu um compêndio intitulado “O Agro Para Estudantes”, direcionado a professores e pais de todo o Brasil, que lista em suas páginas 10 temas do agronegócio para tornar o ensino mais atrativo.

O material tem, como base de produção, conteúdos desenvolvidos por dois importantes nomes do setor, os professores Xico Graziano e Marcos Fava Neves e pretende levar às escolas do país temas de relevância, que ajudarão a explicar a atuação e a importância do Agro para as novas gerações.

Ao longo do compêndio são explorados temas como cooperativismo no Agro, bem-estar animal, bioeconomia, agricultura digital, melhoramento genético e outros que ajudam professores e estudantes entenderem um pouco mais sobre as atividades do campo.

O material está disponível para download no site do Movimento “Todos a Uma Só Voz”, no link: https://todosaumasovoz.com.br/site/#gallery-2

“O setor do Agronegócio é um elemento fundamental para o futuro do Brasil e não podemos pensar em futuro sem pensarmos em educação. É importante reforçarmos que o produtor rural e o professor são duas profissões essenciais para as nossas vidas”, explica o presidente da FENEP, Prof. Ademar Batista Pereira.

Campanha para estimular a empatia dos jovens pelo campo

O Movimento também produziu um anúncio que incentiva a empatia e orgulho dos jovens pelos produtores e produtoras. “O anúncio mostra a importância de valorizar o Agro para as gerações futuras e será veiculado em revistas parceiras”, explica Nicodemos.
 

Sobre o Todos a Uma Só Voz

Lançado oficialmente em fevereiro de 2021, o Movimento Todos a Uma Só Voz surgiu para conectar toda a cadeia produtiva do Agro. Ele conta com a ajuda de diversas associações, empresas e profissionais que trabalham unidos em prol de gerar e disseminar conhecimentos de boa qualidade e estimular a empatia da população urbana pelo campo e pelos produtores e produtoras.

O Movimento tem o apoio institucional da ESALQ-USP, ABAG, ABAGRP, ABCC, ABIA, ABIARROZ, ABIEC, ABISOLO, ABITRIGO, ABMRA, ABPA, ABRAFRUTAS, ABRALEITE, AGROLIGADAS, AIPC, AMA BRASIL, ANDA, ANDAV, APROSOJARO, ASBRAM, CECAFÉ, CICARNE, CLIMATEMPO, CONGRESSO DAS MULHERES, FENEP, GRUPO MULHERES DO BRASIL (COMITÊ AGRONEGÓCIO), IBÁ, IBRAHORT, LIGA DO AGRO, MKT DO AGRO, PECEGE, SAE BRASIL, SINDAN, SINDIRAÇÕES, SISTEMA OCB, SNA, YAMI. Tem o apoio comercial das empresas Agroline, Attuale, Coelho&Morello, Lamarca, RCom, RV Mondel, TrahLahLah e Companhia de Estágios. Tem diversos veículos de comunicação e o patrocínio da CropLife.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

10.7%
6.0%
7.7%
3.4%
8.1%
29.9%
6.4%
11.5%
4.7%
2.6%
6.0%
3.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp