12/07/2021 às 09h33min - Atualizada em 12/07/2021 às 09h33min

Irrigação começa a transformar solos arenosos em paisagens verdes

A Agro Passion, referência na produção de carne sustentável inicia um projeto de irrigação inédito em parceria com a Unesp, Irrigaterra e a Lindsay, viabilizando a mudança de áreas de baixa fertilidade na região do Bolsão sul-mato-grossense por meio do conceito de agropecuária integral

Redação com assessoria

-
Um grande projeto de irrigação acaba de ser inaugurado e promete mudar a paisagem dos solos arenosos, característico na região de Cassilândia, localizada no Bolsão sul-mato-grossense. É no município que também é conhecido como a "cidade sorriso", que fica a Fazenda Cantinho do Céu, da Agro Passion, local escolhido pelo produtor Antônio Ricardo Sechis, para instalação dessa iniciativa pioneira na região. Em parceria com a Lindsay, Irrigaterra, Netafim e a UNESP, o produtor inaugurou um projeto de irrigação integrada, que compõe o conceito de agropecuária integral.

Na propriedade, em uma área de 147 hectares, foi instalado o pivô central 9500P, o mais robusto da família Zimmatic. Projetado  com a tubulação mais espessa e o design mais inteligente do setor, é flexível e forte o suficiente para enfrentar os ambientes e terrenos mais difíceis. O projeto foi orientado pelo Professor Dr. Fernando Tangerino, da Unesp, especialista em agricultura irrigada, que acompanhará juntamente com sua equipe através de duas pesquisas ligadas a utilização da água e aos ganhos ambientais da mudança no uso e ocupação dos solos.

Segundo ele, a irrigação vai proporcionar a recuperação de pastagens degradadas dos solos arenosos alcançando excelentes resultados para a produção de carnes e grãos. “Aquela região tem solos de 85% de areia em que o manejo da irrigação tem que ser especial, com a necessidade de construir esse solo, para mudar esse ambiente do seco para o verde”, destacou o professor.
 

Produção sustentável
 

A Agro Passion tem a filosofia de produção focada na equação e harmonização entre homem-boi-meio ambiente. Segundo Sechis, esse conceito da agricultura irrigada, vai ao encontro da filosofia da produção sustentável e ao mesmo tempo em função de um déficit hídrico, que há na região. “Agricultura irrigada da segurança de fazer três produções tranquilo com possibilidade de colheita muito grande. Ela é transformadora e é a segurança de que podemos produzir aquilo que pretendemos”, destacou.

Ainda segundo ele, irrigação não é apenas jogar água no solo, é aplicar a quantidade do recurso necessária, para o melhor desenvolvimento da sua produção. Para isso, o projeto foi desenvolvido com ferramentas eficientes, como o pivô Zimmatic, e também a tecnologia do FieldNet Advisor, by Lindsay. “Esse sistema que estamos implantando é inteligente, faz a regulagem automática de acordo com a necessidade. Usar o recurso de maneira sustentável”, diz o produtor.

O FieldNET Advisor fornece dados precisos e simplificados para o manejo do irrigante e funciona de forma muito simples. Basta o produtor, por meio de um smartphone, tablet ou computador inserir a cultura e suas características, o tipo de solo, e as datas de plantio, a solução combinará automaticamente esses dados com informações meteorológicas precisas e dados históricos de irrigação do campo.

Em seguida, por meio de modelagem, ele vai monitorar o crescimento da cultura e a profundidade das raízes. Assim verificará a quantidade de água disponível no solo para a planta e prever as necessidades futuras da lavoura, a quantidade e o momento ideal para a irrigação, visando atingir o máximo do rendimento.
 

Menos água e mais produtividade
 

De acordo com Gabriel Guarda, engenheiro agrônomo e especialista FieldNET da Lindsay, a proposta do FieldNET Advisor é manter sempre a quantidade de água no solo ideal para cada cultura. “O principal ponto é: o produtor utilizando a ferramenta vai irrigar de maneira mais eficiente e com maior precisão. Ele saberá quantos milímetros de água utilizou por saca produzida e obterá a máxima lucratividade potencializando seu investimento. No final das contas utilizará a água e energia de maneira mais sustentável e terá maior rentabilidade por milímetro aplicado. Nossa proposta é junto com a Irrigaterra levar essa iniciativa a todos os produtores que utilizam a irrigação”, destaca Guarda.

Animados com os resultados, a Fazenda Cantinho do Céu já planeja ampliar a área irrigada. A ideia é manter a essência da propriedade, que é ter o projeto totalmente integrado com a natureza, com o bem-estar social, proporcionando rentabilidade sustentável. “Antes tínhamos a pastagem e o solo degradados e com a implantação da irrigação integrada mudamos completamente o cenário da fazenda. Agora estamos assinando outro contrato para instalação de mais um sistema de pivô central na fazenda”, destacou o titular da Agro Passion. A fazenda tem a outorga para colocar até 4 pivôs dentro da área mapeada.  O segundo equipamento deve ser instalado ainda este ano e os outros dois até 2023.

O produtor acredita que com esse investimento irá melhorar ainda mais a qualidade da carne produzida. Isso porque a partir do momento, que há a garantia do fornecimento daquela necessidade que o animal possui o ano todo, sem causar estresse, sem mudar a rotina de manejo deles, faz toda a diferença no resultado final. “Temos um conceito de produção de carne integral, que passa por sustentabilidade, carne carbono neutro no primeiro momento e crédito de carbono em um segundo momento. Tem o conceito de biodiversidade, aqui, por exemplo, onde implementamos o pivô, foram plantadas 4 mil árvores nativas para a biodiversidade. Não estamos preocupados somente com a produção daquilo que comercializamos, nossa visão é harmonizar da melhor forma possível nosso ecossistema”, conta.
 

Paisagem transformada
 

Para Marcelo Akira Suzuk - Gerente geral Irrigaterra,  distribuidor dos pivôs Zimmatic by Lindsay e tecnologia FieldNET by Lindsay responsável pela execução do projeto na Cantinho do Céu, esse empreendimento representa a transformação da atividade agropecuária no sentido de buscar a intensificação, dando uma nova expectativa a região do Bolsão sul-mato-grossense com a introdução de novas tecnologias para melhoria e qualidade da produção.

Ele também destaca que a irrigação é muito conhecida com relação a produção de grão, porém a área de cultivo de forragem ou pastagem, foco da Cantinho do Céu, também vem crescendo muito forte no intuído de suprimento para alimentação dos bovinos. “Tanto para a produção de grãos quanto de carne a irrigação é muito eficiente, porém é bom destacar os benefícios da integração Lavoura-Pecuária (ILP) que traz a melhor sustentabilidade para a área produtiva”, destaca. 

Nesse projeto, a Irrigaterra, em especial, desenvolveu soluções personalizadas e inteligentes para que pudessem com os produtos existentes no mercado gerar a melhor solução técnica para esse empreendimento. “Para a Irrigaterra é uma grande satisfação poder participar da transformação de uma região e da sociedade como um todo”, diz Suzuk. “Agro Passion, na fazenda Cantinho do Céu, mostra como fazer uma produção sustentável na pecuária e agregar valor à carne. A Unesp mostrou as pesquisas que começa a desenvolver acreditando nessa região, e as empresas mostram o que podem fazer para contribuir com essa transformação”, finaliza Tangerino.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

10.7%
6.0%
7.7%
3.4%
8.1%
29.9%
6.4%
11.5%
4.7%
2.6%
6.0%
3.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp