12/07/2021 às 08h28min - Atualizada em 12/07/2021 às 08h28min

MIlho: cenário de incertezas faz preço ultrapassar R$96/sc em SP

Movimento de alta ganhou força e preço teve alta de 7,41% em julho

CEPEA/ESALQ
O movimento de alta nos preços do milho ganhou força na maior parte das praças acompanhadas pelo Cepea.

Vendedores têm limitado a oferta de novos lotes no spot, diante das incertezas quanto à produtividade das lavouras – e dados oficiais divulgados na semana passada confirmam as perdas causadas pelo clima adverso nesta safra 2020/21.

Nesse cenário, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (região de Campinas – SP) já soma 11 dias consecutivos de avanço e já opera acima dos R$ 96/sc. Na sexta-feira, 9, o Indicador fechou a R$ 96,21/saca de 60 kg, reação de 7,41% na parcial de julho.


NOS ESTADOS

 

No Rio Grande do Sul, de acordo com informações que foram divulgadas pela TF Agroeconômica, tem acontecido apenas negócios pontuais hoje, onde se observou pequenos consumidores, como granjas e produtores de suínos pagarem até R$ 92,00 a saca. 

Já em Santa Catarina as entidades buscam solução para escassez de milho, com indicações de preço entre R$ 92,00 até R$ 96,00.

No Paraná, segundo a TF
Agroeconômica, as tradings negociam grandes volumes a R$ 95,00. O movimento de tradings negociando grandes volumes foi intenso no Paraná entre quinta e sexta-feira passadas, em  que  volumes  de  até  50  mil toneladas  foram recompradas (por  washout)  para  o  mercado  interno.

Estes volumes,  em  sua  maioria comprados  entre  R$ 80,00  a  R$  85,00  a  saca, garantiram  bons  lucros  aos seus  vendedores,  que  hoje  são  grandes  tradings atuantes no Estado”.

O Mato Grosso do Sul tem efetuado vendas pontuais para consumidores do próprio estado.
 

 
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

10.7%
6.0%
7.7%
3.4%
8.1%
29.9%
6.4%
11.5%
4.7%
2.6%
6.0%
3.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp