28/06/2021 às 09h47min - Atualizada em 28/06/2021 às 09h47min

Milho: preço da saca recua 13,8% em junho

Porém B3 abre com alta de cerca de 3% no preço nesta segunda-feira (28)

Redação com assessoria
CEPEA/Esalq
Com compradores afastados do mercado spot, os valores do milho seguem em queda na maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea. Demandantes têm postergado as aquisições de novos lotes, à espera de melhores oportunidades à medida que a colheita avança.

Pesquisadores do Cepea ressaltam que as recentes desvalorizações do câmbio e, consequentemente, do cereal nos portos também influenciaram a queda dos preços no interior do País.

Do lado vendedor, os que não necessitam “fazer caixa” resistem e evitam negociar – esses agentes aguardam sustentações nos valores, fundamentados na possível queda de produtividade, devido ao atraso na semeadura e ao baixo volume de chuvas.

Na parcial de junho (até o dia 25), o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas – SP) recuou 13,8%, fechando a R$ 86,27/saca de 60 kg na sexta-feira, 25.

RETOMADA NA B3

Porém a segunda-feira (28) começou com os preços futuros do milho subindo na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações positivas entre 1,98% e 3,12% por volta das 09h14 (horário de Brasília).

O vencimento julho/21 era cotado à R$ 84,80 com elevação de 1,98%, o setembro/21 valia R$ 86,97 com ganho de 3,11%, o novembro/21 era negociado por R$ 88,00 com alta de 2,92% e o janeiro/22 tinha valor de R$ 90,95 com valorização de 3,12%.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

11.2%
5.8%
8.0%
3.6%
8.0%
31.2%
6.7%
11.2%
4.0%
2.7%
4.5%
3.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp