24/06/2021 às 09h16min - Atualizada em 24/06/2021 às 09h16min

Boi gordo: preços ainda seguem firmes mesmo com vendas enfraquecidas para China

Vendas para o mercado interno também estão desaceleradas e preço da @ do boi gordo e da vaca gorda está próximo

Redação com assessoria
CEPEA/Esalq - Scot Consultoria - Imea-MT
-
Informações da Scot Consultoria apontam que o consumo de carne bovina mais lento na segunda quinzena explica os preços estáveis no mercado do boi gordo nas praças paulistas nos últimos dias.
 
Segundo levantamento da Scot Consultoria, em São Paulo, na última quarta-feira (23/6), o boi gordo ficou cotado em R$316,50/@ no estado, considerando os preços brutos, a prazo.

No Rio Grande do Sul, o mercado está firme e há dificuldade em compor as escalas de bate. Os preços ficaram estáveis na comparação dia a dia, mas com negócios acima da referência.

Já no Sul de Goiás, houve alta de R$1,00/@ para o boi e novilha gordos. A cotação da vaca gorda ficou estável.

A diferença entre os preços do boi gordo e da carcaça casada bovina está em 9,01 Reais/@ neste mês de junho (até o dia 22) – com vantagem do animal –, um pouco abaixo da observada em maio, de 11,67 Reais/@.Trata-se, também, da segunda menor diferença deste ano, atrás apenas da registrada em janeiro/21, que foi de 5,27 Reais/@.

Em Mato Grosso, segundo o IMEA-MT, a escassez na oferta de animais refletiu no preço médio da arroba do boi gordo, que registrou leve alta de 0,70% no comparativo semanal.  A arroba da vaca gorda também demonstrou variação positiva, de 0,88%, ante a semana passada. Com isso, ficou cotada na média de R$ 291,83.

No mercado futuro, o contrato de mai/22 apresentou queda de 2,42% no comparativo semanal. Esse cenário foi influenciado pelo recuo nas cotações do dólar. 

 

Cai diferença entre valores da arroba e da carne no atacado

 
Segundo pesquisadores do Cepea, a atual diminuição na diferença entre os valores se deve à valorização mais intensa da carne bovina frente à registrada para o boi gordo para abate.

E esse cenário é verificado mesmo com o consumo interno por carne bovina enfraquecido – e sem sinais de reação, devido ao baixo poder de compra da maior parte da população brasileira e aos altos patamares de comercialização da proteína.

Neste caso, além da recente desaceleração das vendas de carne bovina à China, a valorização do Real frente ao dólar pode estar limitando as exportações brasileiras da proteína, o que, consequentemente, dificulta avanços mais intensos nos preços internos da commodity.





 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

11.2%
5.8%
8.0%
3.6%
8.0%
31.2%
6.7%
11.2%
4.0%
2.7%
4.5%
3.1%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp