17/06/2021 às 09h48min - Atualizada em 17/06/2021 às 09h48min

Suínos: com vendas aquecidas preço segue em alta, em algumas praças o rejuste supera os 20%

A alta é reflexo do aumento das vendas domésticas em conjunto das exportações

Redação com assessoria
CEPEA/Esalq - Scot Consultoria
Depois de recuarem com certa força entre o fim de maio e o começo de junho, os preços do suíno vivo registram intenso movimento de recuperação nesta semana.

Segundo levantamento do Cepea, o animal vivo negociado no mercado independente se valorizou em todas as regiões acompanhadas pelo Cepea, com aumentos em sete dias chegando a superar os 20% em algumas praças.

Pesquisadores do Cepea indicam que, além das exportações aquecidas, a competitividade elevada da carne suína no atacado da Grande São Paulo frente às principais substitutas (bovina e frango) aqueceu as vendas domésticas da carne, impulsionando a demanda de frigoríficos por novos lotes de animais.

Segundo a Scot Consultoria, no mercado paulista a arroba do suíno CIF ficou estável em R$ 145,00/R$ 150,00, e houve aumento de até 0,87% na carcaça especial, valendo R$ 11,20/R$ 11,60 o quilo.

Os pesquisadores do Cepea/Esalq avaliam que no caso do animal vivo, houve alta de 5,26% no Rio Grande do Sul, chegando a R$ 6,80/kg, avanço de 5,17% em São Paulo, valendo R$ 7,94/kg, aumento de 4,78% no Paraná, custando R$ 7,01/kg, valorização de 4,35% em Santa Catarina, cotado em R$ 6,96/kg, e de 2,88% em Minas Gerais, fechando em R$ 7,49/kg.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

11.3%
5.2%
8.5%
3.8%
8.5%
31.9%
6.6%
10.8%
3.8%
2.8%
4.2%
2.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp