26/04/2021 às 10h18min - Atualizada em 26/04/2021 às 10h18min

Preço do frango tem alta de 16,6% em abril e valor da ave abatida atingiu R$4,90/kg em SP

Preço alcançou as melhores cotações de todos os tempos, porém avicultores tem reclamado que essa alta não tem sido repassa para os criadores

Redação com assessoria
Avisite
Alguns fatores tem contribuído para a alta no preço do frango em abril, o fim das medidas de isolamento impostas pelos governadores e prefeitos para conter a pandemia de Covid 19, permitindo que bares e restaurantes funcionem até mais tarde, a chegada do reforço no auxilio emergencial do Governo Federal, e ainda o aumento nas exportações fizeram com que a quantidade de frango disponível no mercado diminuisse, assim como elevaram os preços do produto.

No fechamento da semana, o preço registrado (base: frango abatido resfriado comercializado no Grande Atacado da cidade de São Paulo) apresentou valorização de 8,20% sobre o fechamento da semana anterior e de 16,6% sobre o preço inicial de abril.

Mais significativos, porém, são os índices de incremento obtidos ao comparar-se a média da quarta semana de abril corrente (R$6,16/kg) com a média da mesma semana do ano passado (R$3,44/kg): incremento de, praticamente, 80%. Mas – o que é surpreendente! – sem qualquer ganho para o setor. Porque, de um lado, a variação aparentemente exagerada resulta dos baixos preços registrados há um ano, entre os menores da década passada; e, de outro lado, porque a recuperação obtida continua insuficiente para cobrir o aumento de custo registrado no período.

Mas a reação observada nesta quarta semana é indício, também, de que começa a se consumar a redução de produção que vinha sendo anunciada pelo setor desde o mês passado. Pois o frango vivo - que já operava por cerca de mês e meio com a cotação absolutamente inalterada – desta vez não ficou alheio ao dinamismo observado no mercado da ave abatida: obteve dois aumentos quase consecutivos de 10 centavos (o primeiro na quinta, 22; o segundo no sábado, 24) e, assim, inicia a derradeira semana de abril cotado a R$4,90/kg (base: preço ao produtor no interior paulista).

A despeito dos reajustes do frango vivo, o diferencial de preços do produto com o frango abatido aumentou mais de 60%. Um ano atrás, na mesma semana de abril, a ave abatida alcançava cotação 18,6% superior à da ave viva. Neste ano, idêntica semana, o diferencial a favor do abatido foi de 30%.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

10.0%
6.0%
8.0%
3.2%
8.4%
30.1%
6.0%
10.8%
5.2%
3.2%
5.6%
3.2%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp