15/04/2021 às 09h42min - Atualizada em 15/04/2021 às 09h42min

Preço da carne suína dispara em abril

Após forte queda no mês de março, aumento do consumo interno e exportação aqueceram os negócios na suinocultura

Redação com assessoria
CEPEA/Esalq
Segundo informações do Cepea, após terem caído de forma consecutiva ao longo de março, os preços do suíno vivo e da carne negociada no atacado apresentam forte movimento de recuperação nesta primeira metade de abril.

No caso do animal vivo, as altas são verificadas no mercado independente de todas as regiões acompanhadas e estão atreladas à maior demanda por novos lotes para abate por parte da indústria., analizam os pesquisadores do instituto.

Além de a demanda doméstica por carne suína ter apresentado certo aquecimento, os embarques da proteína in natura seguem intensos neste mês.

Quanto à carne, o valor reduzido da proteína favoreceu as vendas na ponta final, permitindo que agentes reajustassem positivamente as cotações no atacado. 

Dados da Secex apontam que o Brasil embarcou 96,8 mil toneladas de carne suína in natura em março, aumento de 35,4% frente a fevereiro, significativos 53% acima do volume escoado em março/20 e um recorde, considerando-se a série da Secretaria, iniciada em 1997.

Em São Paulo, segundo a Scot Consultoria, a arroba do suíno CIF aumentou 8,33%/3,85%, chegando a R$ 130,00/R$ 130,00, enquanto a carcaça especial ficou estável, valendo R$ 9,15/R$ 8,60 o quilo.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

11.3%
5.2%
8.5%
3.8%
8.5%
31.9%
6.6%
10.8%
3.8%
2.8%
4.2%
2.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp