09/04/2021 às 09h16min - Atualizada em 09/04/2021 às 09h16min

Os custos para produção de frangos de corte aumentaram mais de 48% nos últimos 12 meses

Apenas em fevereiro/21 os custos aumentaram 6,89%, entre janeiro e março/21 aumentaram cerca de 13,26%

Redação com assessoria
Embrapa

Os custos de produção de frango de corte continuam subindo em 2021. Apenas em fevereiro, os custos para os frangos de corte aumentaram 6,89%. Os números são da CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa.

O ICPFrango chegou a um novo recorde nominal no segundo mês do ano ao marcar 378,56 pontos (em dezembro de 2020 estava em 336,88 pontos). No ano, a alta acumulada é de 12,02% e chega a 48,30% nos últimos 12 meses.

Os custos com a alimentação das aves subiram 13,26% somente em 2021. Assim, o custo de produção do quilo do frango de corte vivo no Paraná, produzido em aviário tipo climatizado em pressão positiva, passou dos R$ 4,58 em janeiro para R$ 4,89 em fevereiro.


ALTA NO PREÇO DOS GRÃOS

Se analisarmos apenas a situação do milho, em São Paulo e em regiões do Centro-Oeste, para se ter uma idéia entre 3 e 9 de abril, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (base Campinas-SP) apresentava um recuo 3,5%, e o milho fechava cotado a R$ 56,41/sc de 60 kg.

Um ano se passou e o preço do milho chegou a R$100 a saca de 60kg na terça, 06/04/21, valores dos contratos para maio/21 na B3 em São Paulo. No dia seguinte a bolsa cotou o produto a R$98,82/sc.

A alta acumulada nos últimos 12 meses chega na de 80% no caso do milho.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

11.3%
5.2%
8.5%
3.8%
8.5%
31.9%
6.6%
10.8%
3.8%
2.8%
4.2%
2.8%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp