11/03/2021 às 09h25min - Atualizada em 11/03/2021 às 09h25min

Suínos: Preço reage, mas medidas restritivas podem limitar avanço nos próximos dias

Redação com assessoria
CEPEA/Esalq
Após consecutivos recuos na primeira quinzena de fevereiro, os preços da carne suína reagiram no final daquele mês, movimento que continuou sendo observado nos primeiros dias de março.

Para os próximos dias, porém, pesquisadores do Cepea indicam que a expectativa do setor é de queda nos valores da carne, fundamentada nas medidas de restrições mais rígidas adotadas em diversas regiões do País, na tentativa de conter a pandemia de covid-19, e que deve limitar a comercialização da proteína.

Quanto às exportações de carne suína in natura, na primeira semana de março, estiveram aquecidas. Segundo dados parciais da Secex, nos cinco primeiros dias úteis do mês, o Brasil embarcou 4,2 mil toneladas/dia, aumento de 6,4% frente à média de fevereiro, mês em que o ritmo dos embarques já esteve acima dos anteriores.

O avanço nos embarques tem sido atribuído à retomada das compras por parte da China, que havia interrompido em janeiro parte de seus pedidos.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

10.7%
6.0%
7.7%
3.4%
8.1%
29.9%
6.4%
11.5%
4.7%
2.6%
6.0%
3.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp