26/01/2021 às 10h48min - Atualizada em 26/01/2021 às 10h48min

Exportações dos Cafés do Brasil somam 44,5 milhões de sacas em 2020 e batem recorde histórico

Cafés diferenciados vendidos ao exterior atingem 7,9 milhões de sacas de 60kg e geram receita cambial de US$ 1,3 bilhão em 2020

Redação com assessoria
Embrapa

Apesar da pandemia de COVID-19 e seus respectivos impactos na economia global, com a adoção de medidas de prevenção em diversos países, as exportações dos Cafés do Brasil no ano de 2020 atingiram o maior volume de sua história, com o equivalente a 44,5 milhões de sacas de café de 60kg, somados cafés verde, solúvel e torrado & moído, o que representou um aumento de 9,4% em relação às exportações brasileiras de café em 2019. Desse total, foram 79,7% de café arábica, 11,1% de conilon e 9,2% de cafés industrializados.

Do total dos Cafés do Brasil exportados em 2020, os cafés industrializados foram responsáveis pelo volume equivalente a 4,1 milhões de sacas, um aumento de 2,3% em relação a 2019. As exportações de café verde atingiram 40,4 milhões de sacas, um crescimento de 10,2% em relação a 2019. Dentre as exportações de café verde o arábica foi responsável pela venda ao exterior de 35,5 milhões de sacas, volume que representou uma alta de 8,4% em relação a 2019 e o recorde histórico anual para exportações dessa variedade. O café da espécie conilon teve 4,9 milhões de sacas exportadas no ano, o que representou um aumento de 24,3% em relação ao ano passado, além de também ser o maior volume já registrado em um ano nas exportações dessa espécie.

A receita cambial gerada pelas exportações dos Cafés do Brasil em 2020 foi de US$ 5,6 bilhões, alta de 10,3% em comparação com 2019. Ao converter para a moeda nacional o valor da receita chega a R$ 29 bilhões, um crescimento de 44,1% nos mesmos termos comparativos. Referida receita em reais foi equivalente a 5,6% do total gerado com as exportações do agronegócio brasileiro e 2,7% de toda venda ao exterior no ano.

Ao analisarmos apenas o mês de dezembro de 2020, observamos que o Brasil exportou o equivalente a 4,3 milhões de sacas de café, volume que também representa recorde histórico para o mês e um aumento de 38,6% em relação a dezembro de 2019. Foram 3,9 milhões de sacas exportadas de café verde, volume 41,8% maior do que em dezembro de 2019, das quais 3,5 milhões de sacas de café arábica que apresentou crescimento de 46,3% e 381 mil de robusta, alta de 10,1%, nos mesmos termos comparativos. Os cafés industrializados exportaram o equivalente a 353,1 mil sacas, registrando aumento de 11,3%, das quais o equivalente a 352 mil sacas de café solúvel e 1,4 mil sacas de torrado & moído.  A receita cambial gerada nesse mês foi de US$ 541 milhões, com crescimento de 37,1% em relação a dezembro de 2019. Na conversão em reais, o valor chega a R$ 2,8 bilhões, o que representa uma alta de 71,7%, considerando a moeda brasileira.

Os números e demais dados da performance das exportações dos Cafés do Brasil que permitiram realizar esta análise, entre várias outras informações relevantes do setor, constam do Relatório mensal dezembro 2020, do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil – Cecafé, o qual está disponível na íntegra no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café

Com relação especificamente aos cafés diferenciados – que são os cafés que têm qualidade superior ou algum tipo de certificado de práticas sustentáveis – o Brasil exportou o equivalente a 7,9 milhões de sacas de 60kg, em 2020, maior volume dos últimos cinco anos, o qual representou um aumento de 4,4% em relação ao ano anterior. Os cafés diferenciados representaram 17,7% do total exportado dos Cafés do Brasil em 2020, gerando uma receita cambial de US$ 1,3 bilhão, o que torna esses cafés diferenciados responsáveis por 22,9% de toda a receita cambial gerada com as exportações dos Cafés do Brasil no corrente ano civil.

Assim, além desses destaques, no mesmo contexto em tela, os Relatórios mensais divulgados pelo Cecafé trazem ainda várias informações e análises sobre as exportações brasileiras de café, participação percentual por qualidade nas exportações, exportações de cafés diferenciados, exportações de café por continente, grupo e bloco econômico, principais destinos e portos de embarque das exportações, perfil do consumo mundial de café, participação brasileira nas exportações mundiais de café, dados da balança comercial, valor bruto gerado pelas exportações e pelo consumo interno, consumo mundial de café e projeções para 2030, entre outros dados que valem a pena serem consultados.

Visite o site do Observatório do Café para ler na íntegra o Relatório mensal dezembro 2020, do Cecafé, pelo link:

http://www.sapc.embrapa.br/arquivos/consorcio/informe_estatistico/CECAFE_Relatorio_Mensal_DEZEMBRO_2020.pdf

Conheça todo acervo digital das Bibliotecas do Café, pelo link:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/component/content/article/991-2020-05-21-01-18-39

Confira as ANÁLISES (Análises e notícias da cafeicultura) divulgadas pelo Observatório do Café no link abaixo:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/imprensa/noticias

Acesse também as publicações sobre café e portfólio de tecnologias do Consórcio Pesquisa Café:

http://www.consorciopesquisacafe.com.br/index.php/publicacoes/637


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se você é produtor rural, qual a sua principal atividade agrícola?

10.7%
6.0%
7.7%
3.4%
8.1%
29.9%
6.4%
11.5%
4.7%
2.6%
6.0%
3.0%
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp